quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Muito axé com dinheiro do Orçamento

Publicado ou Escrito por Chico Bruno



Financiada por emendas de parlamentares ao Orçamento da União, a Associação Sergipana de Blocos de Trio (ASBT) recebeu R$ 15,8 milhões dos cofres do Ministério do Turismo nos últimos três anos para realizar dezenas de eventos em Sergipe. O mais famoso deles é o Pré-Caju, uma prévia carnavalesca que mistura recursos públicos com privados. Cada um dos 160 camarotes custa R$ 4,5 mil. Os abadás mais caros, de blocos puxados por artistas como Ivete Sangalo, Asa de Águia e Chiclete com Banana, ficam por R$ 360.

A festa foi criada em 1992 pelo empresário e ex-deputado estadual Fabiano Oliveira (PSDB), irmão do presidente da ASBT, Lourival Oliveira. Empresas de eventos e de montagem de palco e camarotes que fazem parte do grupo têm o mesmo endereço registrado pela associação dos blocos em Aracaju. Fabiano e Lourival também têm dois blocos que participam dos desfiles em sociedade com bandas baianas.

As emendas foram apresentadas pelos deputados federais sergipanos Albano Franco (PSDB), Jackson Barreto (PMDB), Jerônimo Reis (DEM), José Carlos Machado (DEM) e Valadares Filho (PSB), além do baiano Emiliano José (PT), diretamente à ASBT. O Portal da Transparência do governo federal registra transferências num total de R$ 6,2 milhões para a entidade “sem fins lucrativos” realizar 28 eventos. Só o convênio com a ASBT tem o valor de R$ 820 mil. Apenas no ano passado, foram R$ 6,8 milhões. A associação recebe apoio da Prefeitura de Aracaju na parte de segurança, divulgação e iluminação pública, além de patrocínio do Banco do Estado de Sergipe.

"Utilidade pública"
O Pré-Caju foi incluído no calendário turístico e cultural da capital por lei municipal em 1993. Três anos depois, outra lei reconheceu a ASBT como entidade gestora e organizadora do evento. Depois, ela foi agraciada com o certificado de utilidade pública estadual. Hoje, a micareta reúne cerca de 300 mil pessoas por dia e vende 12 mil abadás. A associação também realizou neste ano eventos como o Forró Folia, o São João da Copa, o Santana Folia, a Micareta 2010, o Rosa Fest, o Lagarto Folia e a Festa do Vaqueiro.

Paralelamente, os irmãos Oliveira mantêm a Augustus Produções, que realiza, em média, um grande evento privado por mês no estado. O grupo conta, ainda, com a Serigy Estruturas e Eventos, que monta palcos, camarotes, camarins e banheiros químicos. Essas duas empresas privadas e com fins lucrativos estão instaladas no mesmo endereço registrado pela ASBT no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), no bairro Getúlio Vargas, em Aracaju. O Correio telefonou para a empresa Augustus Produções e pediu informações sobre o Pré-Caju de 2011. A secretária disse que a companhia apenas vendia camarotes. Os abadás seriam de responsabilidade da ASBT.

Os blocos que participam do Pré-Caju têm uma fonte extra de receita: eles dividem com bandas famosas, a maioria de Salvador, os recursos arrecadados com os abadás. Cada parte fica com a metade dos recursos. Os blocos Chiquita Bacana e Com Amor, que serão puxados em 2011 pelas bancas Chi Café e Cheiro de Amor, respectivamente, são propriedade dos irmãos Oliveira.

Shows sem lucros
O presidente da Associação Sergipana de Blocos de Trio (ASBT), Lourival Oliveira, conta que a origem dos empreendimentos na área de entretenimento foi a casa de shows Augustus. “A gente tinha a maior casa de espetáculos daqui. Aí, ficou o nome Augustus Produções. A ASBT e a Augustus nasceram juntas. A ASBT foi criada para normatizar, organizar o desfile e cuidar daquela parte pública do Pré-Caju, a parte aberta”, explicou.

Questionado sobre a localização das três entidades no mesmo endereço, Oliveira respondeu que “hoje, a associação mudou para um prédio novo. Antes, eram vizinhas, porque lá tem diversas salas”.

O empresário afirma que os dirigentes ASBT não têm remuneração e que o evento não gera lucro. Ele diz que a arrecadação com a venda dos camarotes, cerca de R$ 700 mil, é utilizada para custear as despesas da parte aberta da festa. “A conta sempre zera.”

Lourival procurou ressaltar que sempre trabalhou com eventos, mesmo antes de existirem as verbas do Turismo direcionadas pelas emendas dos parlamentares. “A ASBT não surgiu por causa dessas emendas, como outras associações. Eu tenho notória especialidade em eventos.” E lembrou que Fabiano só foi eleito deputado 10 anos após a criação da associação de blocos.

Grupo
O empresário assegurou que a ASBT não contrata empresas do grupo e negou que o irmão Fabiano Oliveira seja dono da Serigy: “No contrato social não está o nome dele. Mas, como é uma empresa do grupo, ligam ao nome dele”. Segundo Lourival, a Serigy não tem porte para servir o Pré-Caju, que é montado por empresas de Salvador e de São Paulo.

Lourival também confirmou ser o proprietário de dois blocos: “Tenho, sim. O bloco Chiquita Bacana e o Com Amor, que foi fundador do Pré-Caju. E temos parcerias com bandas baianas”. 

Fonte: Chicobruno.com.br
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 30/12/2010

Mendonça Prado descarta ser candidato em Socorro


Publicada: 29/12/2010

O deputado federal reeleito Mendonça Prado (DEM) descartou qualquer possibilidade de vir a ser candidato a prefeito de Nossa Senhora do Socorro. “Sou eleitor de Aracaju e não vou transferir meu domicílio eleitoral para nenhum outro município”, garantiu, ao colocar por terra as especulações de setores políticos.

“Tenho um enorme carinho pelo povo de Socorro, onde sempre fui muito bem votado, mas não pretendo transferir o meu domicílio”, afirmou Prado, reeleito para mais um mandato de deputado federal.

Em conversa com jornalistas, Prado também destacou a importância de se reestruturar o Democratas e tomar posições firmes contra os filiados que não cumpriram as orientações da direção durante o processo eleitoral deste ano. Para ele, partidários têm que ter coerência. E se não têm, que sejam expulsos”, argumentou.

Nos bastidores, informações dão conta que, além de Mendonça, o prefeito de Capela, Manuel Messias Sukita (PSB), também tem interesse em disputar o comando do município, administrado atualmente pelo prefeito Fábio Henrique (PDT). O próprio Sukita revelou que tem feito pesquisas de opinião pública em vários municípios para avaliar a sua performance.
Nenhum comentário encontrado.
Seja o primeiro(a) a comentar. Clique aqui para comentar

Fonte: Jornal da Cidade
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 30/12/2010

Déda anuncia hoje nomes de secretários de Estado

Publicada: 30/12/2010

Nesta quinta-feira, o governador Marcelo Déda (PT) reúne a imprensa para anunciar os primeiros nomes que irão compor o seu segundo governo. Ele deve anunciar os nomes que entram e os que saem na próxima gestão. Possíveis remanejamentos e adequações devem ser efetuados a partir de janeiro.

Em entrevista à TV Atalaia, Déda explicou que outros nomes serão apresentados no decorrer dos primeiros dias de 2011. Entre os que serão mantidos estão Valmor Barbosa (Infraestrutura), Carlos Cauê (Comunicação), João Andrade (Fazenda) e João Eloy de Menezes (Segurança Pública). Jorge Santana (Ciência e Tecnologia) já informou ao governador que não pretende fazer parte da segunda gestão, dada a necessidade de se dedicar as suas empresas.

Nos bastidores, comenta-se ainda que Déda pretende prestigiar os ex-deputados Bosco Costa e Jorge Araújo, que são aliados, ocuparam pastas na atual gestão mas se desincompatibilizaram para participar da disputa eleitoral. Fala-se, ainda, que a médica Mônica Sampaio, que comanda a Secretaria de Saúde, está entre os que serão demitidos.

Para a vaga ocupada atualmente por ela, seria indicado o médico Antônio Carlos Guimarães, que preside a Fundação Hospitalar de Saúde. Na semana passada, o governador disse que já dispunha de dois ou três perfis de técnicos que poderiam ocupar a pasta.

A composição da nova equipe foi definida, segundo o próprio Déda, a partir de conversas com os líderes dos partidos aliados. O governador esteve com os dirigentes e líderes de todos os partidos que apoiaram a sua reeleição e que dão sustentação ao governo estadual.

Mais ações

Déda voltou a afirmar o seu desejo de fazer mais investimentos em todos os setores no sentido de garantir melhor atendimento à população. Os investimentos estruturais, disse, foram feitos ao longo dos últimos quatro anos. Ele voltou a falar das prioridades básicas do seu governo, revelando que pretende focar mais na saúde, educação, segurança pública e geração de emprego para a juventude.
Nenhum comentário encontrado.
Seja o primeiro(a) a comentar. Clique aqui para comentar

Fonte: Jornal da Cidade
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 30/12/2010

Eleição tem interferências do dinheiro e dos coronéis

Publicada: 30/12/2010
Texto: Max Augusto

Em entrevista concedida ao site do Sintese, o deputado federal Iran Barbosa (PT), que não conseguiu a reeleição e está se despedindo da Câmara Federal, afirmou que o atual modelo de disputa eleitoral é cheio de vícios e está cada vez mais impregnado de interferência do poder econômico e da barganha política, sob o apoio do que ele chamou de novos e velhos coronéis.

“Não que esses procedimentos sejam novos nos processos eleitorais, nós sabemos que fazem parte da estrutura político-eleitoral brasileira. Os vícios são sempre denunciados, raramente apurados e quase nunca punidos. É claro que essa forma viciada de se disputar uma eleição dificulta as possibilidades daqueles que se apresentam para o pleito eleitoral debatendo projetos e propostas para resolver os problemas sociais, sem o apoio do grande capital e dos novos e velhos ‘coronéis’”, disse Iran.

Sobre o fato de não conseguir a reeleição, Iran Barbosa deixou claro: todos aqueles que participam de uma eleição sabem que possuem chances de ganhar ou perder. Mas ele avalia que os principais fatores a serem considerados na sua derrota eleitoral sejam as críticas citadas acima. “Não se trata de ter havido uma derrota de um candidato, mas a derrota de um modo de fazer política e de disputar eleição, que embora tenha uma boa avaliação dos mais amplos setores da sociedade sergipana, não obteve a densidade eleitoral necessária para se manter no poder”, continuou o deputado.

Déda e as mudanças

Instigado a fazer uma avaliação sobre o governo de Marcelo Déda (PT), o deputado petista avaliou que ainda é necessário consolidar o projeto de mudanças que foi anunciado ao povo sergipano e disse que a Educação, por exemplo, precisa de um projeto. “Acho que o recente resultado eleitoral deixa evidente que o povo quer as mudanças e por isso reconduziu o governador Marcelo Déda para mais quatro anos”, falou.

Segundo Iran, em setores estratégicos como a Educação é necessário agir de forma democrática e republicana, ouvindo os setores organizados da sociedade. Para ele, a Educação carece de um projeto a ser debatido e executado com urgência. “É urgente que definamos estratégias democráticas e participativas de elaboração do nosso Plano Estadual de Educação. Precisamos de mais recursos para o setor e democratizar as relações dentro desse sistema. Precisamos também de uma política de valorização do trabalhador em educação”, concluiu o parlamentar.
Nenhum comentário encontrado.
Seja o primeiro(a) a comentar. Clique aqui para comentar

Fonte: Jornal da Cidade
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 30/12/2010

Nilson diz que PPS ficará com DEM e PP

Publicada: 30/12/2010



O presidente estadual do PPS, Nilson Lima, revelou ontem que o seu partido desponta como uma das principais forças de oposição aos atuais governos federal e estadual. Com isso, ele deve se juntar ao DEM e PP para fortalecer a postura oposicionista e estruturar um projeto para o agrupamento.

Para ele, o partido saiu bem do processo eleitoral deste ano, quando o indicou como candidato a vice-governador na chapa encabeçada pelo ex-governador João Alves (DEM), que obteve 45,1% dos votos.

"Na maioria dos municípios sergipanos, os dirigentes do PPS e detentores de mandatos eletivos seguiram as deliberações partidárias como um todo, votando em Serra para presidente; em João Alves (DEM) para governador e Nilson Lima vice; além de votarem nos nossos candidatos a deputados federais e estaduais", observou Lima.

Ele lembrou ainda que o partido não elegeu deputados, mas o primeiro e segundo suplentes diplomados "são do nosso partido, respectivamente, Raimundo Guimarães, popularmente conhecido como ‘Peixe’, e Dr. Ricardo Hagenbeck, que, diga-se de passagem, em função da votação que obtiveram e da visibilidade alcançada hoje são considerados fortes nomes para disputar as eleições de 2012 em seus municípios, Itabaianinha e Laranjeiras".
Nenhum comentário encontrado.
Seja o primeiro(a) a comentar. Clique aqui para comentar

Fonte: jornal da Cidade
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 30/12/2010

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Botafogo renova com Renato Cajá

28.12.10 às 16h17

Rio - O Botafogo renovou nesta terça-feira o contrato do meia Renato Cajá. O compromisso entre as duas partes foi estendido por mais um ano. A permanência do jogador foi um pedido do técnico Joel Santana.

Cajá chegou a General Severiano no início de 2010, mas não conseguiu se firmar na equipe titular. Apesar disso, atuou 39 vezes e marcou quatro gols.

Apesar da renovação de Cajá, o Botafogo segue em busca de um meio-campista para suprir a saída de Lucio Flavio. Everton, ex-Flamengo e atualmente no Tigres, do México, é o principal nome trabalhado pela diretoria alvinegra.

Fonte: Jornal o Dia
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 28/12/2010

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Fiscalização das cadeirinhas começa em janeiro

Notícias - Cultura e Variedades - 26/12/2010 06:03


A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito – SMTT -,vai iniciar no dia 3 de janeiro a fiscalização do cumprimento da lei que determina o uso das cadeirinhas. Os veículos que transportarem crianças de até sete anos de idade são obrigados a utilizar o dispositivo de retenção para crianças (a cadeirinha).
Depois de meses de campanhas educativas nas escolas, alertando pais e professores sobre a importância do uso do dispositivo, a SMTT vai a partir do ano que vem punir os condutores que não se adequaram a lei.
Em caso de descumprimento a legislação, o condutor será multado em R$ 191,54, além de perder sete pontos na carteira de habilitação. E mais, terá seu carro retido até a sua regularização, ou seja, a compra da cadeirinha.
Os veículos que estão desobrigados de usar o dispositivo são: transporte coletivo, de aluguel, táxis, transporte escolar e demais veículos com peso bruto total superior a 3,5t.
Foto: Divulgação

Fonte: Cinform
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 27/12/2010

Exame da OAB continua sendo terror para os recém-formados

Notícias - Sociedade - 26/12/2010 20:26


  Por: Gilmara Moura

Há 16 anos, desde que tornou-se obrigatório, o Exame da Ordem dos Advogados do Brasil - OAB -, criado em 1963 por meio da Lei nº 4.215, passou a ser uma etapa necessária para quem quer advogar. E talvez seja por essa obrigatoriedade que ele se tornou o 'bicho papão' dos bacharéis em direito de todo país que desejam obter o registro profissional. Aqui em Sergipe, onde sete cursos oferecem mais de 800 vagas por ano, não é diferente.

No Estado, são realizadas três provas anuais e há certa flutuação no número de candidatos inscritos em cada prova. Da penúltima, por exemplo, participaram cerca de 850 candidatos e da última, 1.050 pessoas. "Não tem quantidade fixa", informa Nilo Jaguar, presidente da Comissão de Exame de Ordem da OAB/SE. O fato é que, mesmo Sergipe se destacando entre os maiores índices de aprovação do país - no primeiro Exame de Ordem realizado neste ano, por exemplo, a Faculdade de Direito da Universidade Federal de Sergipe - UFS -, obteve o primeiro lugar em nível nacional -, não deixa de haver muita gente reprovada por aqui - e, consequentemente descontete. E aí está o 'X' da questão: qual é a origem desse problema, já que este ano ocorreu um índice de reprovação muito grande?

"Entende a OAB/SE que este índice de reprovação na faixa de 88% em nível nacional não se deve à dificuldade das provas aplicadas e sim ao baixo índice dos cursos jurídicos do país", ressalta Nilo. Na última prova realizada em Sergipe, o índice de aprovação foi de 28%, enquanto o índice nacional de 12%. Ou seja, o Estado teve um resultado superior ao dobro nacional. Ok, mas para um universo de 100% não seria um índice baixíssimo? Trocando em miúdos: se 1.050 fizeram a prova aqui, significa dizer que apenas 294 seriam aprovados.

Na opinião de Nilo Jaguar, o baixo índice do ensino jurídico é que tem levado a grande massa de reprovação nos sucessivos Exames. "Em duas provas realizadas neste ano, foi permitida a participação dos estudantes do nono e décimo períodos do curso de Direito inscritos pela UFS. Estes tiveram aprovação na faixa de 95%", exemplifica. Mas e os alunos das demais instituições?

FILTRO

O Brasil possui mais cursos de Direito que todo o mundo. São mais de 1.200, contra 1.100 do resto do universo. Com esse número, o país se consagra como a nação com mais cursos de Direito do mundo. Por aí já dá para questionar a qualidade do profissional lançado anualmente no mercado. E talvez parta daí a necessidade de haver uma peneira. "Ele filtra o pessoal. E o problema não é a instituição de ensino, mas o aluno. Da minha turma, por exemplo, de 45, apenas seis passaram", opina a recém-graduada Ana Paula Alves. Ela passou.

Ainda segundo Ana Paula, que estudava diariamente, dia e noite, o Exame da Ordem não é difícil - apesar de ela afirmar que fácil também não é. Para a advogada, a questão de tanta reprovação vem de outra esfera. "A prova mexe com o psicológico do aluno. Se a pessoa não mantiver o equilíbrio, já terá uma desvantagem. Ela é a prova de o que que fizemos nos cinco anos na faculdade deu certo", pontua.

Mesmo não obtendo êxito no Exame, a bacharela Danielle Melo Ferreira, 25, defende que a prova deve existir. "Se não selecionar, qualquer um passa a advogar", alega. Porém Danielle entende que a prova deveria ser mais fácil. "Poderia ser centrada, com questões que a gente vê no dia a dia. E não com causas que a gente nunca vai pegar", salienta. Danielle Ferreira critica também o foco das faculdades. "Deveria ter um estudo direcionado para a OAB", opina. A questão é que toda essa polêmica pode ter repercussões futuras ainda mais graves.
Fonte: Cinform
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 27/12/2010

 

domingo, 26 de dezembro de 2010

Conca tem cirurgia marcada para segunda e desfalca Flu

Apoiador necessita fazer artroscopia no joelho esquerdo

Conca brilhou contra o Grêmio
LANCEPRESS!
Publicada em 26/12/2010 às 09:48
Rio de Janeiro (RJ)
Maior destaque do futebol brasileiro no ano, o argentino Conca está próximo de marcar sua artroscopia no joelho esquerdo, prevista anteriormente para a semana entre o Natal e o Ano Novo. Segundo o chefe do departamento médico do Fluminense, Douglas Santos, a cirurgia deve acontecer nesta segunda-feira, no Rio.
Resta apenas uma última comunicação entre o médico e o camisa 11 para confirmarem a data. Conca passou o Natal na Argentina, ao lado de familiares, e pretende retornar ao Brasil, o que deve acontecer neste domingo, para as festas de fim de ano.
Com a realização do procedimento na última semana do ano, também é confirmada a ausência do baixinho das Laranjeiras na abertura da próxima temporada. Pelo menos nos dois primeiros jogos de 2011, contra Bangu e Olaria, pelo Campeonato Estadual, o técnico Muricy Ramalho já sabe que não poderá contar com seu principal jogador.
Por outro lado, o apoiador Deco, que esteve fora do jogo final do Brasileiro em virtude de uma lesão muscular na coxa direita, já está recuperado e se dedicando ao seu recondicionamento físico. Tudo para se reapresentar em boas condições. Também sob cuidados médicos, Carlinhos aproveitou as férias para realizar uma cirurgia simples na perna esquerda, na quinta passada. O lateral-esquerdo deixou o hospital no mesmo dia.
Cidadnia se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 26/12/2010

sábado, 25 de dezembro de 2010

Relatório da UFRJ mostra que pretos e pardos ainda têm acesso desigual ao SUS

Publicada em 25/12/2010  ás 20h50m


RIO - Mesmo 22 anos depois de a Constituição ter sido promulgada e garantido que todos são iguais, "sem distinção de qualquer natureza", um estudo da UFRJ mostra que ainda existe um abismo entre brancos, negros e pardos no acesso à saúde pública. Economista e pesquisador, Marcelo Paixão se debruçou sobre dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada pelo IBGE, em 2008, para produzir o capítulo ligado à saúde do Relatório Anual das Desigualdades Raciais no Brasil 2009 - 2010, que ainda será publicado. E constatou: a desigualdade perpassa o Sistema Único de Saúde (SUS), e ainda é preciso avançar muito para que a Constituição seja cumprida.
Segundo o relatório, em 2008, a importância do SUS para pretos e pardos era 19,5% superior do que para os brancos, e eles responderam por 55,2% de todos os atendimentos. No entanto, nas consultas os negros e pardos são minoria. Quando se trata, por exemplo, de pré-natal, 71% das mães de filhos brancos fizeram mais de sete consultas; o número de mães de filhos pretos e pardos que passaram pelos mesmos exames é 28,6% inferior.
O estudo mostra ainda que 15,6% dos pretos e pardos que foram atendidos declararam que o serviço era regular, ruim ou muito ruim. A diferença no indicador entre as mulheres pretas e pardas - as mais insatisfeitas - e os homens brancos - os menos insatisfeitos - chegou a 5,2 pontos. Entre os que precisavam procurar um médico e desistiram, o número chegou a 33,2% dos homens, e 26,1% das mulheres pretas e pardas.
- Esses indicadores apresentam algumas possibilidades, mais do que conclusões. Mas fica claro que o sistema falha no atendimento. Se a pessoa deixa de procurar e diz que uma das causas é não gostar dos profissionais, ela sinaliza que há um problema - diz Paixão.
Pretos e pardos são 50,3% da população
Prestes a deixar a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, o ministro Eloi Ferreira de Araujo reconhece que a política universalista do SUS ainda não alcança a plenitude.
- Se continuarmos tratando da questão como se todos fossem iguais, vamos continuar reféns de tratamentos iguais para desiguais. Se os negros não se sentem bem, se não se sentem acolhidos, o SUS tem que mudar. Essa população já está exposta a mais vulnerabilidade social, e é preciso acelerar o combate à desigualdade na saúde - diz Ferreira de Araujo.
A população brasileira é, de acordo com a Pnad, de 189.953 milhões. Desses, 48,8% se declaram brancos; 6,5% pretos; 43,8% dizem ser pardos; e 0,9% são amarelos, indígenas ou não declararam. A pesquisa revela ainda que 43,5% dos homens pretos e pardos não haviam visitado um médico nos últimos 12 meses. Entre os brancos, o percentual era de 38,6%.
Preparando-se para assumir a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, com status de ministério, a socióloga gaúcha Luiza Bairros, radicada em Salvador desde 1979 e hoje à frente da Secretaria de Promoção da Igualdade da Bahia (Sepromi), lembra que o "racismo é um dos determinantes sociais da saúde", e que o enfrentamento da desigualdade racial, questão histórica no Brasil, é "questão de escolha política". Para a futura ministra, que assume no ano internacional dos afrodescendentes, "o combate ao racismo é responsabilidade primária do Estado" e diz quais serão as prioridades à frente da secretaria:
- Inicio a transição esta semana. A secretaria existe há quase oito anos, e ao longo desse caminho criou muitos programas. Quero conhecê-los para pensar de forma mais embasada nas prioridades. 2011 é, segundo a ONU, o ano dos afrodescendentes. Então, é um ano para trabalharmos ações emblemáticas.

Fonte: Jornal o Globo
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 26/12/2010

Roberto Carlos leva multidão a Copacabana

Tom Leão, Gabriel Mascarenhas, Luiz Ernesto Magalhães

Show do Roberto Carlos em Copacabana - Felipe Hanover




RIO - Roberto Carlos levou nada menos que 400 mil pessoas à Praia de Copacabana, nesta noite de Natal, segundo estimativa da Polícia Militar. O show começou 15 minutos após o previsto, por volta de 21h45m. Na plateia, o clima era de Reveillon, com as pessoas vestidas de branco, a maioria com roupas de festa, com detalhes em prata e dourado ( Outras fotos do show ).
Como é tradição, o Rei subiu ao palco ao som do clássico "Emoções". Logo depois, deu uma paradinha para conversar com a plateia. Bem humorado, Roberto Carlos contou aos fãs que lotavam as areias de Copacabana que teria que fazer o show sentado em função de um acidente de moto sofrido recentemente.
- Depois dos 35 anos, não se deve mais andar de moto - disse rindo.
O Rei aproveitou outro intervalo para se derreter por Copacabana. Ele lembrou que tinha o sonho de morar no bairro, quando veio para o Rio de Janeiro. Depois disso, tocou "Além do horizonte", fazendo uma conexão com "Copacabana, princesinha do mar.
Às 22h15m, subiu ao palco a primeira convidada de Roberto Carlos, a cantora Paula Fernandes, que cantou com ele sucessos da Jovem Guarda. Bruno e Marrone, o grupo Exalta Samba e a Beija Flor também cantaram com o Rei.
Prisões e apreensões
Segundo balanço divulgado pela Secretaria Especial de Ordem Pública, até as 20h desta noite, 155 carros foram rebocados e 314 multados em Copacabana. Pelo menos 25 flanelinhas foram detidos e levados pra 12º DP.

Poucos ambulantes conseguiram furar o cerco montado pela Prefeitura na Orla para proibir o comércio irregular. Mas, nas ruas de acesso, os camelôs ofereciam alimentos, bebidas e lembranças do show: o calendário de 2011 de Roberto Carlos custava R$ 2. Também eram vendidas bandanas do show a R$ 2 .
As equipes da Prefeitura apreenderam 1183 latas de cerveja, 178 de refrigerante, 291 garrafas d'água, 35 de vinho, 13 copos de guaraná natural, 38 energéticos e dois botijões de gás. Ao todo, 754 agentes da Prefeitura, entre guardas municipais e integrantes da Coordenadoria de Controle Urbano e Subsecretaria de Operações.
A Secretaria municipal de Saúde registrou ao menos 43 atendimentos apenas no posto médico localizado em frente ao Hotel Copacabana Palace. A maior parte das ocorrências foi ocasionada por pressão alta e ingestão de bebidas alcóolicas.
Crianças e idosos não conseguem ver o Rei
Cerca de 45 minutos após o início do show de Natal de Roberto Carlos, centenas de pessoas já deixavam a Praia de Copababana. Parte deste público era formado por idosos ou pais acompanhados por crianças, que reclamavam que não era possível ver Roberto no palco do calçadão da Avenida Atlântica ou mesmo assistir ao show nos telões instalados a baixa altura. Segundo eles, tendas de órgãos públicos atrapalhavam a visão.


Show do Roberto Carlos em Copacabana - Felipe Hanover

Fonte: Jornal o Globo
Cidadania se aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 26/12/2010

Moradores de Simão Dias correm risco de cair dentro de esgoto do canal da maré mansa

Ponte que dá acesso a Av. Arivaldo C. Silva e a Rua Manoel F. Dantas

Ponte que dá acesso a Av. Arivaldo C. Silva e a Rua Manoel F. Dantas
         Ao longo dos anos moradores da cidade principalmente aqueles que moram próximo a localidade reclamam do perigo que enfrentam tanto os motoristas como a população em geral inclusive as crianças, segundo informações já caíram neste local duas pessoas. Já foi reformada várias vezes e as pessoas solicitam que coloquem protecção para evitar acidentes.

Cidadnia se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 25/12/2010

Machado anuncia candidatura a vereador

24/12/2010 10:10:31


O deputado federal José Carlos Machado (DEM) admitiu ontem a possibilidade de vir a ser candidato a vereador por Aracaju na eleição de 2012.
Machado colocou o seu nome à disposição do partido e disse que se sentiria honrado em ser vereador por Aracaju. Ele disse também que a oposição precisa definir o mais breve possível a candidatura a prefeito da capital.
A partir do dia 31 de janeiro, fico sem mandato, mas o Democratas tem as condições naturais para definir o prefeito de Aracaju, disse o deputado, alertando, entretanto, que essa decisão não pode demorar muito. Definido o nome, nós vamos ver: Machado você topa ser candidato a vereador? Nilson Lima topa ser candidato a vereador? Pedrinho Valadares topa a ser candidato a vereador? Isso é uma coisa que nós não temos que definir agora. Mas de uma coisa eu tenho consciência: para mim seria uma honra muito grande ser candidato a vereador, frisou.
Oparlamentar lembrou já ter sido secretário de Obras de Aracaju, quando João Alves foi prefeito da capital. Uma coisa que me apaixona é a questão das obras estruturantes. Depois do meu tempo, os problemas aumentaram. Teria o maior prazer em voltar a atuar nessa área, disse.
Sobre a possibilidade de vir a ser candidato a prefeito de Itabaiana, Machado descartou de imediato. Itabaiana tem Luciano Bispo (PMDB), que é um grande prefeito e será candidato à reeleição. Ele já é o nosso candidato, disse.
Ainda sobre a Prefeitura de Aracaju, Machado disse que o partido tem grandes nomes para apresentar para a população, citando como exemplo nomes como o de João Alves Filho, do deputado federal Mendonça Prado (DEM), deputado estadual Venâncio Fonseca (PP), deputado federal Pedrinho Valadares (DEM) e do ex-secretário da Fazenda, Nilson Lima (PPS).
Um dos seus projetos para 2011, segundo ele, é trabalhar para reestruturar o partido em Sergipe. Temos que definir o tamanho das oposições no Estado. Teve prefeito que não votou em nenhum candidato do DEM esse ano e isso precisa ser revisto, cobrou o deputado, acrescentando que quando o povo elegeu Marcelo Déda (PT) ele nos disse para tratarmos de fazer oposição.
Vamos fazer oposição ao governo federal, mediante a orientação nacional, e faremos oposição ao governo do Estado e ao governo da capital, assegurou.

Fonte: Jornal do Dia
Cidadania se faz\ aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 25/12/2010

Motoristas precisam ficar atentos

24/12/2010 10:22:23


A Companhia de Policiamento Rodoviário de Sergipe (CPRv) desencadeia, à zero hora desta sexta-feira (24), a Operação Final de Ano,  com o intuito de reforçar o policiamento e a fiscalização aos condutores e veículos que farão uso das rodovias estaduais. De acordo com o tenente Ricardo Santos, responsável pela CPRv, a ação contará com um efetivo diário de 60 militares, distribuídos nos municípios que solicitaram apoio ao órgão, como Carmópolis, Estância e Neópolis.
Estamos terminando o plano de operações, mas a previsão é que nesta sexta-feira a gente dê início à operação. Além desses municípios que nos pediram apoio, recebemos um ofício hoje (ontem) para a praia da Caueira, frisou o tenente, salientando que antes mesmo do período festivo a CPRv tem intensificado a fiscalização dos oito postos, sendo cinco no interior e três na capital.
PRF - A Polícia Rodoviária Federal em Sergipe (PRF/SE) iniciou a Operação nas estradas federais que cortam o Estado no último dia 17, devido ao aumento do fluxo de turistas e, consequentemente, de veículos.
Com dezessete dias de duração, a Operação Fim de ano da PRF será encerrada no dia dois de janeiro.  Como no ano passado, além de reforço no efetivo policial, a estrutura montada conta com etilômetros, radar, motocicletas, viaturas e cães farejadores.
Durante a operação será fiscalizada a documentação do veículo e condutor, os equipamentos obrigatórios, o estado de conservação do veículo e, acima de tudo, o comportamento do motorista na rodovia.
Dias da Restrição Horário de Restrição
• 24/12/10 (sexta-feira) 06h às 12h
• 26/12/12 (domingo) 16h às 22h
• 31/12/10 (sexta-feira) 06h às 12h
• 02/01/10 (domingo) 16h às 22h
Fonte: Jornal o Dia
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 25/12/2010

Valadares homenageia Luiz Garcia

Publicada: 24/12/2010

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) fez uma homenagem ao ex-governador de Sergipe Luiz Garcia, que se estivesse vivo teria completado cem anos na última quarta-feira. Ele reverenciou a memória do político sergipano apresentando ao Plenário e ao país alguns dos feitos que o tornaram figura marcante na história de Sergipe.

“Luiz Garcia foi advogado, jornalista, professor e escritor. Entrou para a política em 1934 e em 1958 foi eleito governador de Sergipe. Fez uma administração com uma acurada visão de futuro", citou, destacando entre as suas realizações a construção de grupos escolares e jardins de infância, estradas e serviços de água e de luz.

Valadares ressaltou que o governo de Luiz Garcia também se destacou em atividades culturais, como a criação de um núcleo de artes plásticas e a publicação de livros que valorizaram a literatura sergipana. “Na chefia do Executivo, tornou obrigatório o concurso de provas e títulos para o ingresso de novos promotores na carreira do Ministério Público, extinguindo assim o cargo de promotor público adjunto”.

O senador sergipano relatou que no dia 11 de agosto de 2001 o ex-governador Luiz Garcia faleceu, porém, sua memória permanece no Estado de Sergipe. “Parece-nos evidente reconhecer que homens públicos como Luiz Garcia, de tão rica trajetória na vida, enobrecem a arte da política, porque se consagram às melhores causas do Estado e garantem, com sua atuação, o desenvolvimento econômico e as liberdades políticas”.
Nenhum comentário encontrado.
Seja o primeiro(a) a comentar. Clique aqui para comentar

Fonte: Jornal da Cidade
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 25/12/2010

SE ficou sem ministro por disputa entre Déda e Dutra

Publicada: 24/12/2010
Texto: Max Augusto

Em entrevista ao JORNAL DA CIDADE, o senador Almeida Lima (PMDB) insinuou que um dos motivos para que a presidente Dilma Rousseff (PT) não tenha indicado nenhum ministro sergipano foi uma suposta disputa entre o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, e o governador Marcelo Déda (PT). Almeida afirmou ainda que quando estava cotado para assumir o Ministério do Turismo (Mtur) lideranças sergipanas teriam telefonado para Brasília para barrar o seu nome, ao invés de impulsioná-lo. “Não sei se existe problema entre eles [Déda e Dutra], mas por que quando um deles pode sair fortalecido do processo o outro não colabora?”, disse Almeida.

“Acho que algumas pessoas precisam dar algumas boas explicações. A questão da não indicação de um ministro sergipano está muito mal explicada. A responsabilidade de Sergipe não ter hoje um ministro não é da presidente, é responsabilidade do nosso Estado mesmo. Foi uma questão de política local, faltou estatura aos políticos”, avaliou Almeida.

Entre as possíveis questões mal explicadas, o senador estranhou que o presidente nacional do PT tenha desistido repentinamente de assumir uma vaga no Senado. “A questão entre Dutra, Déda e Valadares está muito mal explicada. De um minuto para o outro Dutra desiste de ser senador. Quando Valadares foi indicado para um ministério que ele considerou pequeno Dutra queria o Senado. Quando Valadares é indicado pela cúpula do PSB para ser ministro da Integração, mais do que rapidamente Dutra desiste de ser senador. E o governador não fez nada para que o amigo fosse senador”, falou.

Almeida também questionou o fato de Valadares ter rejeitado o Ministério das Micro e Pequenas Empresas. “Não existe um ministério mais importante. Existem alguns mais aquinhoados com verbas e outros não. Mas quem despacha na Esplanada conquista espaço de poder. Porque Valadares negou? Será que o Ministério de Pequenas e Micro Empresas, o segmento que mais emprega no Brasil, não seria importante para Sergipe. Em nome dos interesses de Sergipe ele não poderia ter aceitado. Ou só vale o interesse próprio? E porque quando o ministério é grande os outros companheiros de Sergipe desistem? Não vou silenciar, alguém vai ter que vir a público dar uma justificativa”, continuou Almeida.

Questionado se faltou aos políticos sergipanos uma maior articulação para garantir a indicação para um ministério, Almeida disse que articulação existiu, mas que ele não sabe em que sentido se deu tal articulação. “Como é que Lúcia Falcón é indicada por dois governadores e é preterida por conta de uma disputa de espaço interna no PT? Ela foi preteria por conta de uma ala, uma tendência do PT, mesmo sendo o presidente nacional do partido de Sergipe? Será que a nomeação de Lúcia Falcón não interessava a Dutra? Dutra não é amigo de Déda e Lúcia não foi indicação do governador? Ao que parece, houve um interesse contrário por parte de alguém”, questionou o polêmico senador.

Telefonema

No caso da sua possível nomeação, Almeida lembra que ele e mais outros três nomes estavam cotados para assumir o Ministério do Turismo. Ele admite que as conversas sobre o ministério não ultrapassaram as fronteiras do PMDB nacional, com quem discutiu o tema, mas revelou que ninguém de Sergipe intercedeu para ajudá-lo. “Pelo contrário, em Brasília só chegou um telefonema, e foi para barrar meu nome. Se em um dado momento um nome desponta, deveria haver união. Sergipe é quem perde com isso”, disse o senador.
Nenhum comentário encontrado.
Seja o primeiro(a) a comentar. Clique aqui para comentar

Fonte: Jornal da Cidade
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 25/12/2010

Entrevista - Laércio Oliveira

 Publicada: 25/12/2010
Texto: Eugênio Nascimento        

“A terceirização é uma atividade legal, que se dá com 100% de trabalhadores formais; é porta de entrada no mercado para milhares de pessoas com baixa escolaridade, que, uma vez empregados, voltam a estudar com o incentivo das empresas”. Quem pensa assim é o deputado federal eleito, Laércio Oliveira, que pretende lutar na Câmara Federal por melhorias nos sistemas de saúde, educacional e na segurança pública. Ele defende também um ambiente mais propício ao empreendedorismo no Brasil.

A seguir os principais trechos da entrevista

 JORNAL DA CIDADE - O que o senhor pretende fazer na Câmara Federal? O senhor se dedicará unicamente a defesa de questões empresariais?
LO – O que pretendo defender não pode ser resumido a “questões empresariais”, pois, colocado dessa forma, fica parecendo um interesse unilateral. Na verdade, o que pretendo defender é a efetiva implantação no país de um ambiente favorável ao empreendedorismo – em outras palavras, que o trabalho seja incentivado e não a especulação. E empreendedorismo se refere a todos os setores produtivos e em todas as dimensões, sobretudo as micro e pequenas empresas. É inclusive procurar formalizar o empreendedor individual, a exemplo daquela cabeleireira ou manicure que trabalha em casa e muitas vezes não tem acesso a crédito para montar seu pequeno negócio ou nem sabe como fazê-lo.

JC - Quais são as suas prioridades?
LO – Minha prioridade é cumprir a proposta que apresentei ao povo de Sergipe: operar na Câmara Federal pela geração de emprego e renda. Essa trajetória é completamente relacionada ao ambiente favorável que citei na resposta anterior. Se o comércio de bairro é valorizado, por exemplo, a tendência é aquela padaria ou mercearia ou farmácia contratar mais, pagar melhor. O setor de Serviços, o que mais gera empregos no país, precisa ser estimulado e isso inclui que o pequeno empreendedor informal encontre uma porta aberta e convidativa para que abrace a formalidade e tenha, com isso, várias proteções legais. Também pretendo estudar caminhos para propor uma reforma educacional que contemple de fato a qualificação profissionalizante no Ensino Médio. É inadmissível que os jovens concluam a primeira fase da vida acadêmica sem nenhum preparo para trabalhar em rotinas de escritório, por exemplo, só para citar um nicho de atuação onde visivelmente há carência de profissionais.

w JC - O senhor defenderá a ampliação da terceirização no país?
LO – Não se trata de defender a ampliação da prestação de serviços terceirizados. Isso decorre de movimentos do livre mercado, cujas oscilações são naturais – embora nos últimos anos o setor vivencie um bom momento, principalmente pela crescente adesão da iniciativa privada. O que não pode é a formulação de projetos de leis a legislarem sobre a atividade, sem ouvir os que nela militam – nem os empresários e muito menos os trabalhadores. Isso não é democrático e a experiência mostra que, em tentativas felizmente frustradas, os poderes públicos tenderam a agir dessa maneira. A terceirização é uma atividade legal, que se dá com 100% de trabalhadores formais; é porta de entrada no mercado para milhares de pessoas com baixa escolaridade, que, uma vez empregados, voltam a estudar com o incentivo das empresas. Isso é comprovado, é fato. Ao setor, basta que o Governo o deixe trabalhar em paz, que o ouça com o respeito a que atividade faz jus, por sua importância na geração de empregos e na arrecadação de impostos.

w JC - A saúde, a educação e a segurança pública aparecem nas pesquisas como prioridades para os brasileiros. O senhor defenderá isso?
LO – Na medida das minhas atribuições, sim, claro. Educação é a base de tudo, pois, com investimentos concretos e ininterruptos nesse campo, há reflexos positivos inclusive nos dois outros que você cita – saúde e segurança pública. Na saúde, tenho dito que a prevenção aos males precisa ganhar eficácia. Uma pesquisa recente mostra que os hábitos alimentares dos brasileiros pioraram muito, ao mesmo tempo em que a renda melhorou. Um contra-senso que já tem reflexos sobre a saúde pública e que pode ser, se não revertido, ao menos minimizado com investimentos em educação alimentar nas escolas, nas associações de bairros etc. Não adianta apenas construir hospitais, devemos trabalhar para que as pessoas precisem cada vez menos deles.

w JC - A geração de emprego é prioridade no país?
LO – Estamos à véspera do Natal e o noticiário mostra que muitas empresas não conseguiram contratar pessoal temporário, houve mais demanda do que oferta. Isso é emblemático de que emprego não é tão mais o problema que foi no passado. Agora, como já falei anteriormente, nosso enfoque tem que ser qualificar cada vez mais o trabalhador para que ele tenha chances de mobilidade social. Oferta de cursos técnicos, ensino médio essencialmente profissionalizante, acesso universalizado a todos os níveis de graduação. Algumas iniciativas nesse sentido já foram implantadas no Governo Lula e pretendemos operar no sentido de ampliá-las.
Nenhum comentário encontrado.
Seja o primeiro(a) a comentar. Clique aqui para comentar

Fonte: Jorna da Cidade
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 25/12/2010

Capitão Samuel critica política de segurança

Publicada: 25/12/2010
Texto: Max Augusto

Em entrevista ao JORNAL DA CIDADE, o deputado estadual eleito capitão Samuel (PTC) criticou a política de Segurança Pública implementada pelo governo Marcelo Déda (PT), sob o comando do secretário Saulo Eloy. Para ele não há um planejamento de longo prazo e o atual secretário se concentra em empreender operações especiais, que rendem boa visibilidade, mas não garantem maior segurança à população. “Se Déda anunciou que vai manter João Eloy como secretário é porque ele não encontrou outra opção”, disse Samuel.

“No início da sua gestão João Eloy realizou muitas operações. Mas a longo prazo é preciso organizar o policiamento efetivo. É isso que traz um resultado concreto. As operações dão visibilidade e trazem um resultado de curtíssimo prazo. Mas existe uma ação, uma operação especial e depois a polícia só volta ao bairro seis meses depois. E como fica a Segurança?”, questionou o deputado eleito.

O capitão que está deixando a Polícia Militar para assumir mandato de deputado estadual disse ainda que mantendo ou trocando o secretário de Segurança Pública, o mais importante é implementar mudanças nas ações da Secretaria. Para ele é fundamental um maior diálogo com os Conselhos de Segurança Comunitária e um aumento do efetivo das polícias, com consequente interiorização.

Samuel destacou ainda a necessidade de implementar um funcionamento efetivo das polícias fora da capital sergipana, ressaltando a importância de interiorizar a Polícia Civil, que segundo ele, quase não existe no interior do Estado. “São essas ações, de forma continuada, que vão mudar o perfil da Segurança a médio e longo prazo. Para interiorizar a polícia, por exemplo, é necessário combater o desvio de função dos policiais, que atrapalha muito”, avaliou o capitão.

Ele ainda falou sobre a necessidade de modernizar a legislação que envolve as duas polícias, e classificou como um caos as leis que regem a PM em Sergipe. Capitão Samuel também falou que mantém uma boa relação com o secretário João Eloy, que classificou como um grande delegado, que este possui um bom diálogo com os policiais, mas deixou claro: quando chegar a Assembleia, o debate entre eles deverá acontecer. “Vamos ter que falar o que acontece. Vamos cobrar, por exemplo, a quantidade de ocorrências atendidas pela PM e um relatório com a quantidade de inquéritos solucionados, e não a quantidade de inquéritos abertos, como enviaram este ano”, concluiu o novo parlamentar.
Nenhum comentário encontrado.
Seja o primeiro(a) a comentar. Clique aqui para comentar

Fonte: Jornal da Cidade
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 25/12/2010

domingo, 19 de dezembro de 2010

A Metal Plástico em Simão Dias gera inicialmente mais ou menos trezentos empregos

                                              Instalações da Metal Plástico
                                             Instalações da Metal Plástico

                       A um longo tempo Júnior de Edna Valadares  fala que em Simão Dias  não tem  uma industria trazida por um filho da cidade e que a única que tem foi trazida por políticos que não são filhos da terra, mais em virtude de muita cobrança o atual governador Macelo Déda sabia que iria disputar a reeleição e que realmente ficaria muito ruim para pedir votos resolveu a mais ou menos um ano e meio declarar na imprensa sergipana que iria trazer uma industria para a sua terra natal como realmente trouxe e eu Júnior de Edna Valadares  agradeço a Vossa Excelência Governador pela sua atenção com seus conterrâneos e ao mesmo tempo sabemos que irá gerar desenvolvimento para a cidade. Segundo informações no final de Janeiro de 2011 para o começo de Fevereiro estará em funcionamento a Industria Metal Plástico.

Cidadania se faz aqui.
Postador por Júnior de Edna Valadares em 19/12/2010

As lixeiras e o esgotamento sanitário em Simão Dias é um problema sério

Lixeira atrás do posto de gasolina de Turiba

Canal da Maré mansa atrás do posto de gasolina de Turiba

Canal da Maré mansa atrás do posto de gasolina de Turiba

Ao longo dos anos a população de Simão Dias vem sofrendo com a questão da rede de esgotamento sanitário, várias reivindicações já foram feitas através de Júnior de Edna Valadares e nenhuma providência foi tomada por parte das nossas autoridades aqui da cidade, más tudo bem cobramos dos governantes agora só falta agente exigir da população que façam também por onde sejam respeitados os seus direitos mais infelizmente a sociedade sem generalizar principalmente a mais humilde se deixam ser levados por promessas e mentiras ao longo da vida.

Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 19/12/2010

As promessas políticas são feitas mais não cunprem

Local onde passa o riacho caiçá

Rua Ivo do Prado local onde a enchente destruiu algumas casas
Local onde aconteceu a enchente em 2002

Mais ou menos a 11 anos aconteceu um fato que deixou a população de Simão Dias assombrada, a enchente que destruiu várias casas na rua Ivo do Prado no ano de 2002. já passou o tempo e prometeram fazer uma praça neste local. Até o momento as autoridades não tomou nenhuma providência e os moradores ainda aguardam esta promessa ser cumprida.
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 19/12/2010

Francisco Gualberto pode ter mandato cassado

Notícias - Política - 17/12/2010 07:48


A Procuradoria da Regional Eleitoral em Sergipe - PRE/SE – representou contra o prefeito de Umbaúba, Anderson Farias (PT), e o deputado estadual eleito Francisco Gualberto (PT) por abuso de poder político. De acordo com a procuradoria, o prefeito teria realizado reuniões com servidores municipais para determinar que votassem em seus candidatos. E que Francisco Gualberto teria ido a três dessas reuniões.

Os encontros aconteceram no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Umbaúba e no Hotel Califórnia, de propriedade de um parente do prefeito. Segundo o testemunho de ex-funcionários contratados e comissionados do município as reuniões realizadas pelo prefeito Anderson Farias, tiveram sim a participação do deputado. E durante a conversa era exigido pelo prefeito que os funcionários vestissem a camisa, para os que questionassem a decisão seriam postos para fora do governo municipal.

O procurador regional eleitoral, Ruy Nestor Bastos Mello, ressalta na ação que Gualberto mesmo percebendo a conduta do prefeito desde o primeiro evento continuou a comparecer às reuniões, aceitando o abuso. Caso sejam condenados, ambos podem ficar inelegíveis por oito anos. E Francisco Gualberto poderá ter o seu mandato cassado.

Fonte: Cinform.com.br/notícias
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 19/12/2010
 

André Moura pode ter mandato de deputado federal cassado

Notícias - Política - 18/12/2010 09:08


 Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe - PRE/SE - apresentou, nesta sexta-feira, 17, um recurso contra a expedição do diploma do deputado federal eleito André Moura (PSC) com base na decisão do Tribunal Superior Eleitoral – TSE –, que cassou o seu mandato de deputado estadual, por arrecadação ilegal de recursos na campanha eleitoral de 2006.

Quando nas eleições de 2006, a PF apreendeu um carro com R$ 150 mil em dinheiro e material de campanha de André Moura. Parte desse dinheiro seria utilizada na campanha e não passou pela conta bancária específica da campanha do então candidato.

Com essa medida do TSE, André fica inelegível por oito anos com base na lei da ficha limpa e, nesta nova ação da PRE/SE, ele pode perder seu mandado de deputado federal.

Fonte: Cinform.com.br/notícias
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 19/12/2010

sábado, 18 de dezembro de 2010

Traficante Fernandinho Beira-Mar é transferido para presídio federal em Catanduvas - PR

Criminoso estava preso em penitenciária de Campo Grande



O narcotraficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, que estava preso no presídio federal de Campo Grande foi transferido na manhã deste sábado (18) para a penitenciária federal de Catanduvas (PR).

Beira-Mar saiu escoltado por agentes penitenciários federais em um comboio para a Base Aérea de Campo Grande. Lá, ele embarcou em uma aeronave da Força Aérea Brasileira, com destino a Catanduvas. Não há detalhes sobre o que motivou a transferência de Beira-Mar.
Ele já esteve preso em Catanduvas, em 2006, um mês após o presídio federal ser ocupado. Ele foi a primeira pessoa a ficar no local. Essa é a 12ª transferência de Beira-Mar desde que ele foi preso na Colômbia em 2001.
O narcotraficante cumpria pena no presídio de Campo Grande desde 25 de julho de 2007, após ser transferido de Catanduvas. Beira-Mar desde então estava sob o RDD (Regime Disciplinar Diferenciado), onde o preso fica em isolamento total em relação aos outros e monitorado 24 horas por dia.

Cartas do crime
No começo desta semana, o R7 revelou que a polícia do Rio de Janeiro investiga o conteúdo de uma carta que teria sido enviada por Beira-Mar a aliados cariocas. No bilhete, segundo policiais, o bandido revela que enviava cocaína para a Europa e que tinha planos de abrir pelo menos três empresas no Rio de Janeiro.

Segundo policiais, na carta, apreendida no início deste semestre, há informações de que a quadrilha trazia do exterior mensalmente cerca de 450 kg de cocaína, dos quais 300 kg seriam enviados para a Europa e os outros 150 kg abasteceriam o mercado do Rio de Janeiro. No mesmo bilhete, é mencionado que o grupo de Beira-Mar seria responsável pelo envio, por mês, de cerca de cinco toneladas de maconha para o Rio de Janeiro, sendo que o lucro seria dividido meio a meio com um suposto sócio.

De acordo com um agente, a carta ainda traz comentários sobre homicídios de supostos informantes da polícia e de cobranças de dívidas. Em outro trecho, o bandido cita que, se os endividados não queriam lhe pagar em dinheiro, tinham que entrar como sócios em pelo menos três empresas que ele pretendia abrir no Estado.
Em cartas atribuídas ao traficante, ele escreve para um cúmplice encomendando um sequestro. Em um trecho, Beira-Mar diz "o primeiro contato será feito com o bispo geral do Brasil. A pessoa vai ligar para ele avisando que estamos com a vítima e que queremos em troca da liberdade dele, a liberdade do miliciano Batman e de mais dois que estão com ele. Avise ao bispo para não envolver a mídia e pessoalmente acertar os destalhes com o ministro da Justiça".


Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 18/12/2010

UM BOM EXEMPLO EM SIMÃO DIAS

Publicado em 20 de Novembro de 2010


Atualmente funciona em Simão Dias o Pré Atuantes, cursinho para concursos e pré vestibular.
O projeto foi de iniciativa do Vereador Leninho PPS que na atualidade desempenha as funções de 1º Secretário da mesa diretora da câmara e presidente da comissão de direitos humanos. Parabéns vereador. Agora o povo espera que vossa excelência faça uma oposição autentica com coerência e sempre defendendo a cidadania da população de Simão Dias e sirva de exemplo para outros parlamentares.

Fonte: Jornal a Voz dos Municípios
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 18/12/2010

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Atentado: carro de radialista pega fogo e explode

Publicada: 17/12/2010
JornaldaCidade.Net



Aracaju (17 dez) - Na madrugada desta sexta-feira (17), o radialista Wilton Andrade, sofreu um atentado, no município de Itaporanga D’Ajuda, distante 29 quilômetros de Aracaju. De acordo com o radialista, quando estava dormindo acordou com o barulho de uma expçlosão. O fato aconteceu por volta da 1h da manhã.

Ainda de acordo com o comunicador, que estava em casa com toda sua família, viu pela câmera eleque desconhecidos atearam fogo em seu carro, uma Parati e em seguida jogaram dois coquetéis molotov que destruiu o portão da residência. Após o ato, os elementos fugiram em uma moto preta.

Ao ver o que estava acontecendo, Wilton correu para fora da casa e empurrou o veículo para a rua e, logo em seguida o carro explodiu.

Segundo Wilton, recentemente ele foi ameaçado por um homem que teria dito que “ele iria se ferrar”. Wilton Andrade suspeita do envolvimento de uma pessoa conhecida como Bico de Pato, que dirige um carro de som da Prefeitura de Itaporanga D`Ajuda, e Fabrício, motorista de uma ambulância do Município. Segundo Wilton, a ambulância dirigida por Fabrício foi flagrada com drogas recentemente.

Wilton acredita que isso pode ter ocorrido, devido às constantes denuncias que vem fazendo contra a administração. Ele diz que “estão tentando calar a imprensa, mas não vão conseguir. Eu nunca tinha visto uma coisa dessas. Foi uma loucura”, disse.

Em resposta ao que disse na entrevista o radialista Wilton, o prefeito de Itaporanga D´Ajuda, Cezar Mandarino, disse irritado que, “quem com porcos se mistura, farelo come”. Mandarino disse ainda que irá na manha de hoje, conversar com secretário de Segurança Pública, pedir que o fato seja apurado com rigor. Mandarino disse ainda que a assessoria jurídica irá responsabilizar judicialmente o radialista por conta das declarações.

Com informações do programa Liberdade sem Censura.
Nenhum comentário encontrado.
Seja o primeiro(a) a comentar. Clique aqui para comentar

Professores conquistam o piso nacional em São Cristóvão

Publicada: 17/12/2010
JornaldaCidade.Net



Aracaju (17 dez) - A Secretaria de Educação de São Cristóvão é a segunda secretaria em Sergipe a pagar o piso nacional dos professores, conforme determina lei federal. Hoje nenhum professor no município ganha menos do que R$ 1.024,00. A Secretaria foi a única a pagar em 2009 o piso de R$ 950,00 com retroatividade a janeiro.

Esta semana os professores do município receberam antecipadamente o 13º salário. O salário mensal vem sendo pago dentro do mês trabalhado. Antes a categoria do magistério passava meses sem receber.

O secretário de Educação, Morgan Prado, atribui esta evolução educacional ao empenho de sua equipe e a compreensão do prefeito Alex Rocha (PDT). Acho que esse bom desempenho que estamos conseguindo é fruto do trabalho em equipe. Graças a Deus temos uma equipe sintonizada com os anseios da comunidade educacional que tem nos ajudado a colocar em prática nossos projetos. Também faço um agradecimento ao nosso prefeito que tem sido compreensivo em nossas reivindicações, enfatizou Morgan.

A Secretaria também aumentou a matrícula dos alunos da rede municipal. Na questão matrícula, por exemplo, o aumentou superou os 10%, após três anos seguidos de evasão escolar.

Em 2006 a rede municipal tinha 7.647 alunos matriculados, caindo para 7.323 em 2007, e chegando a 7.136 alunos em 2008. Em 2009 o número de alunos matriculados aumentou em mais de 500, chegando à casa dos 7.693 alunos de volta a rede municipal de ensino. Já em 2010 o número de alunos matriculados já chega a quase 8 mil. 

Em parceria com o governo do estado várias escolas estão sendo reformadas e ampliadas.


SME- São Cristovão
Nenhum comentário encontrado.
Seja o primeiro(a) a comentar. Clique aqui para comentar
É necessário fazer o login no site para comentar.
Faça seu login.




Clique aqui para se cadastrar.
 
Fonte: Jornal da Cidade
Cidadania se faz aqui.
Postado por Júnior de Edna Valadares em 18/12/2010